Entrevistas

LUCCA MESSER CAPA

O fotógrafo Inglês Lucca Messer viveu nove anos no Brasil quando criança, trabalhou com Mario Testino, teve o seu trabalho exibido na BBC com 18 anos e hoje se tornou um dos fotógrafos mais jovens a ganhar representação internacional. Atualmente Lucca trabalha em São Paulo e Londres, fotografando celebridades nacionais e também é diretor do projeto documental OUTOYOU, uma plataforma de filmes documentários. 

A fotografia é uma ferramenta para expelir todo nosso questionamento interno. 

Fale um pouco da sua trajetória.

A minha trajetória tem sido um tanto quanto pouco linear. Comecei a fotografar com 16 anos de idade na Inglaterra, país onde nasci. Com aquela idade, na escola, eu já estranhava o sistema educacional. Me sentia excluído na sala de aula, e assim aprendi a buscar informações por conta própria; não lembro de nenhum professor gostar muito de mim. Na época do colégio (na Inglaterra, um período de dois anos antes da faculdade), lembro de ter visto alunos do curso de fotografia tirando fotos no pátio enquanto eu andava para a minha aula de antropologia. No dia seguinte, larguei tudo para estudar fotografia e montar o meu primeiro negócio. Aos 18 anos eu já tinha fotografado para alguns clientes e tinha a minha pequena agência de marketing e RP. Aprendi muito na época com outros profissionais da área. Com 19, fotografei o meu primeiro editorial para Mercedez Benz UK.

Como começou a fazer fotografias de moda?

A fotografia de moda entrou na minha vida por coincidência. Para falar a verdade, eu nunca me atrai muito pelo meio da moda. O que eu mais senti que tivesse certos resquícios da minha personalidade naquele mundo, era a maior liberdade de expressão. A oportunidade de originalidade na construção da imagem, foi o que me atraiu a querer entrar no mercado. Foi assim que embarquei em experimentações diárias com iluminação. Lembro que no meu primeiro ensaio: uma colaboração com uma estilista, um maquiador e uma modelo, já levei quatro luzes para montar um cenário muito fictício. Eu nem sabia operar as luzes, mas sabia que tinha que usá-las. Essa vontade de elaborar a luz; de criar uma fantasia tanto na cenografia, quanto na iluminação, criando um mundo teatral, me trouxe vários desafios. 

LUCCA1

Devemos sair da nossa área de conforto diariamente, são essas experiências que trarão a individualidade do fotógrafo para a fotografia.

Qual a principal diferença entre trabalhar no mercado europeu e o brasileiro?

Como fotógrafo de moda, a diferença é bem grande. No mundo comercial, onde no final do dia você está vendendo um produto, o direcionamento - por conta de um mercado muito mais careta - impede uma certa postura criativa que se diferencie muito do padrão. A moda no Brasil é algo muito complicado. E também, obviamente, o mercado de moda na Europa é bem maior. Agora, em questão da fotografia no geral, o Brasil é um país com muita criatividade: os brasileiros são extremamente criativos, isso é apaixonante.

Qual característica no seu trabalho que você acha que o diferencia?

Não sei dizer exatamente como me diferencio dos outros fotógrafos - ainda estou buscando essa resposta, e acho que essa não tem que vir agora. Sempre utilizei gels coloridos nas luzes nas minhas composições. Em toda construção penso como as cores fazem parte da mensagem que quero transmitir. Acho que o estudo das cores é um estudo eterno que luto para entender melhor.

Como você agrega esse estilo pessoal nas criações para uma marca já consolidada?

Quando uma marca aposta em um fotógrafo, a marca aposta na linguagem própria do fotógrafo em querer comunicar aquele produto. Se uma marca escolhe a minha linguagem para vender ou posicionar um produto no mercado, eu deveria ter uma liberdade maior, junto com o diretor de arte, de fazer escolhas criativas da pré-produção à pós-produção.

LUCCAMESSER3LUCCAMESSER2

Como foi a experiência de ser aprendiz de Mario Testino?

Estar ao lado do Mario Testino foi uma experiência única. É incrível como os fotógrafos desse nível são personalidades, são artistas, e não apenas fotógrafos. Existe uma integridade que vai além do fotógrafo que apenas clica. Observando o fotógrafo mago, de carisma contagiante, eu aprendi a enxergar um novo ângulo da fotografia que é apenas do Mario. E claro, espero um dia ter 5 assistentes no set, rsrs. 

Você é um dos fotógrafos mais jovens a ganhar representação internacional. O que você aconselha para novos profissionais do ramo?

É evidente o quanto estamos contidos em um sistema de amores reprimidos; de gritos contidos. A fotografia, para mim, é uma ferramenta - um meio, nunca um começo. São experiências da personalidade se comunicando para fora através da ferramenta, da fotografia. Devemos sair da nossa área de conforto diariamente, são essas experiências que trarão a individualidade do fotógrafo para a fotografia. Assim, o fotógrafo desenvolverá um estilo próprio e isso já o fará um 'bom fotógrafo'.

LUCCA6

De onde vem suas inspirações?

As inspirações vêm de todo canto. De viagens, de cheiros, de sons, de erros, e de consertos. Eu tento anotar tudo que me inspira em um caderno. Depois, percebo que essas inspirações acabam virando imagens, ou pelo menos em algo que eu consiga traduzir em um elemento da imagem. 

Como você enxerga a comunicação audiovisual como ferramenta educacional? 

Acabamos de lançar o OUTOYOU, uma plataforma de filmes documentários de 3 minutos, todos em preto em branco, sobre pessoas que fazem algo com paixão. Basicamente, a ideia do projeto é de conectar film makers ao redor do mundo para contarem essas histórias inspiradoras. Com essa plataforma, pretendemos levar o audiovisual para as comunidades; ensinando o poder de storytelling. A plataforma não é limitada para já documentaristas, a missão é de mostrar que nós temos a capacidade intrínseca de contar histórias. Para mais informações, convido-os para dar uma olhada: www.outoyou.com

Quais seus planos e projetos para o futuro?

Oh god, essa não é fácil, rs. Acho que encontrar um jeito de grudar mais dois braços no meu corpo pra poder fazer mais projetos ao mesmo tempo.

LUCCAMESSER4LUCCAMESSER5

Fonte e Fotos: Lucca Messer

Junte-se a outros profissionais criativos e empresas. Cadastre-se grátis!