News

A 4ª edição do OCTA Fashion foi realizada ontem, em Florianópolis (SC). O evento, Observatório de Culturas e Tendências Antecipadas, marca o encerramento do último ano do curso de graduação em Design de Moda da UDESC – Universidade do Estado de Santa Catarina. Um misto de expectativa, ansiedade e orgulho pairava no ar minutos antes de os novos designers apresentarem o resultado de pouco mais de um ano de trabalho.

Atlas | Mariana Coimba Monteiro

Cada um dos 43 formandos apresentou uma micro coleção, composta por três looks exclusivos para este desfile. Cada criação carregava um pouco das inspirações, referências, paixões e interesses de seus criadores. Os minimalismos e exageros, explosões de cores e suavidades, combinações de tramas e texturas invadiram a passarela trazendo ousadia e inovação. Cerca de 2.500 pessoas estavam na plateia, formada por familiares, profissionais do setor, empresários, formadores de opinião e consumidores em potencial, além de alunos e professores da universidade.

Makumba | Lui Iarocheski

O tema escolhido para o desfile foi “Narrativas Enviesadas da Arte Contemporânea: Tempos, Espaços e Memórias”. Com essa inspiração, Guilherme Alexandrino criou a coleção Imensidão, com uma estética clean, com recortes que criam detalhes memoráveis, mostrando que a simplicidade é capaz de alcançar a imensidão das nossas lembranças. Num contraponto a essa imensidão mimalista, Talyta Ritti apresentou uma coleção conceitual, definida pela estética do corpo humano, com roupas que imitam o esqueleto. “O meu objetivo não foi atingir o consumidor e sim causar um estranhamento e promover uma reflexão mostrando corpos vestidos da própria morte, com tons nudes pálidos e vermelho sangue”, conta Talyta.

Imensidão | Guilherme AlexandrinoSix Feet Under | Susane Zanin

Lui Iarocheski acredita que ao entrar no curso de moda tinha uma visão muito limitada, durante o curso que começou a perceber que poderia criar muitas coisas. Ele desenvolveu uma metodologia própria para desenvolver seu trabalho, o resultado foi uma coleção inovadora, com formas amplas e dinâmicas, com recortes inteligentes. “O meu processo criativo é diferente, mais intuitivo e artístico, procuro manipular o material, fotografar, fazer protótipos em miniatura e brincar com o movimento”, descreve o designer.

Makumba | Lui Iarocheski

Segundo Susane Zanin a maior dificuldade ao criar uma coleção é conseguir transmitir a visão do designer sobre o tema, aliando com uma modelagem diferenciada, um acabamento bom e com autenticidade. “O meu trabalho é voltado para a Classe C, então tive um grande desafio de criar roupas mais acessíveis e com materiais de qualidade. A preocupação com a ética no processo de produção e os cuidados com o meio ambiente estão crescendo cada vez mais e isso influencia diretamente o nosso trabalho”, afirma Suzane.

Réquiem | Talyta Ritti

O evento, realizado desde 2010, é sempre aguardado com muita expectativa pela qualidade e criatividade das coleções apresentadas pelos alunos do curso, que há quatro anos consecutivos é considerado o melhor entre as faculdades de moda no Brasil. Todos os trabalhos estão disponíveis no site do evento.

Sam | Cássia Guerra 


Fonte: OCTA Fashion
Fotos: 1 e 7 Divulgação, 2 Douglas Sielski, 3 e 4 Guilherme Dimatos, 5 e 6 Bruno Ropelato. 
Modefica Capa

O evento acontece nos dias 6 e 7 de julho, em São Paulo com rodas de conversa e workshops.

CC FLNcapa

A segunda ediçao do workshop acontece 02 de setembro em Florianópolis.

RL CAPA

O projeto conecta iniciativas e pessoas que buscam uma relação mais consciente, carinhosa e cuidadosa com o que vestem.

SCMC CAPA

Estudantes dos cursos de moda e design (gráfico e produto) das universidades conveniadas ao SCMC podem fazer as inscrições até 07 de agosto.

Junte-se a outros profissionais criativos e empresas. Cadastre-se grátis!